quinta-feira, 10 de março de 2011

Josef Mengele e as Experiências Médicas Nazistas

Durante a Segunda Guerra Mundial vários médicos alemães realizaram “experiências” desumanas, cruéis, e muitas vezes mortais em milhares de prisioneiros dos campos de concentração.

O principal deles foi Josef Mengele (foto), que  torturou e matou milhares de pessoas em nome da ciência nazista.


Josef Mengele nasceu em Günzburg, na Alemanha, em 1911. Estudou medicina e filosofia na Universidade de Munique, onde "mergulhou'' em temas que visam o aprimoramento genético humano. Na Segunda Guerra, em 1942, foi condecorado por bravura militar. No ano seguinte, foi para o campo de concentração de Auschwitz como coronel-médico da SS (a tropa de elite nazista). Mandou então executar 400 mil prisioneiros, entre judeus, ciganos, gays e deficientes físicos. Os poupados da morte imediata eram enviados para o "zoológico", os barracões onde ficavam as cobaias humanas de seus experimentos. Entre eles, havia principalmente irmãos gêmeos, anões e portadores de deficiências físicas. 

Josef Mengele exercia seu “trabalho” em um campo de concentração vizinho ao famoso Auschwitz. Lá, o "Anjo da morte", como ficou conhecido, dissecava pessoas vivas, amputava pernas e braços de crianças, sem anestesia nenhuma, para tentar, sem sucesso, regenerá-los. Com injeções, tentava injetar tinta azul em olhos de crianças para alterar a cor, mas só provocava infecções ou cegueira, jogava prisioneiros em água fervente ou extremamente gelada para ver o quanto suportavam. Era fascinado por gêmeos. Injetava o sangue de um em outro, de tipo sanguíneo diferente, para ver a reação e também literalmente costurava gêmeos para tentar criar artificialmente gêmeos siameses! Os que sobreviviam às experiências, eram logo assassinados para dissecação e mais observações. Muitos, posteriormente, tinham seus restos mortais dissolvidos em ácidos, restando apenas os ossos.

No fim da Segunda Guerra, Josef Mengele fugiu do campo de concentração em janeiro de 1945, dias antes de sua liberação. Ele nem sequer foi citado nos Julgamentos de Nuremberg e como muitos outros criminosos nazistas converteu a América do Sul em seu esconderijo, acolhendo-se na Argentina, onde permaneceu algum tempo. Em 1985, a descoberta de cartas de Mengele para um contato na Europa revelou seu refúgio no Brasil. Mas já era tarde, pois Megele morreu afogado em Bertioga (SP) em 1979. Seus ossos se encontram em poder do Instituto Médico Legal de São Paulo, em local não revelado para evitar peregrinações de neonazistas. A família nunca requisitou o corpo.

Josef Mengele foi apenas o mais famoso e conhecido dentre os vários "Médicos-Monstros" que atuaram na Segunda Guerra Mundial fazendo experimentos como os que vocês verão a seguir:

Experimentos sobre Congelamento

 

Um dos experimentos mais utilizados nos campos de concentração pelo alto comando Nazista foi o de congelamento/hipotermia. Como as forças germânicas estavam doentes e mal preparadas para o inverno Russo, os chefes acharam por bem preparar seus soldados para o frio. Em 1941, a Luftwaffe conduziu experimentos para aprender como tratar a hipotermia. As experiências eram divididas em duas partes. Primeira: verificar o tempo que demoraria para a temperatura do corpo abaixar até se dar a morte. Segunda: descobrir a melhor forma de tentar reanimar a pessoa. O estudo forçou pessoas a ficarem em um tanque de água semi congelada por até três horas. Outros estudos colocaram prisioneiros nus em campo aberto durante várias horas com temperaturas abaixo de zero. Uma sonda que mede a diminuição da temperatura corporal era inserido no ânus e era mantida no lugar por um anel metálico expansível, que foi ajustada para abrir dentro do reto para segurar a sonda firmemente no lugar. A vítima era colocada em um uniforme da força aérea, e depois colocada na poça de água fria e começava a congelar. O objetivo foi determinar quanto tempo o corpo humano pode sobreviver a tais temperaturas e avaliar diferentes formas de reaquecimento dos sobreviventes. Essas experiências foram realizadas por Mengele e seu equivalente da Força Aérea, o médico Sigmund Rascher da Luftwaffe.

Experimentos sobre Malária

 

A maioria das experiências tinha por objetivo desenvolver e testar medicamentos, bem como métodos de tratamento para ferimentos e enfermidades dos soldados alemães, como por exemplo a Malária. Em torno de fevereiro de 1942 e abril de 1945, experimentos foram realizados no Campo de concentração de Dachau, a fim de investigar imunização para o tratamento da Malária. Detentos saudáveis foram infectados propositalmente pelo mosquito ou por injeções de extratos de glândulas mucosas das fêmeas de mosquitos infectados. Depois de contraírem a doença, estas pessoas foram tratadas com várias drogas para testar sua relativa eficiência. Mais de 1.000 pessoas foram utilizadas nesses experimentos, e desses, mais da metade morreu como resultado.

Experimentos sobre gás mostarda

 

Diversas vezes entre setembro de 1939 e abril de 1945, experimentos foram conduzidos em Sachsenhausen, Natzweiler, e outros campos para investigar o tratamento mais eficaz das feridas causadas por gás mostarda. Pessoas foram deliberadamente expostas à gás mostarda e outros gases, o que causava graves queimaduras químicas na pele. As vítimas feridas foram então testadas para encontrar o tratamento mais eficaz para as queimaduras de gás mostarda.

Experimentos sobre esterilização 

 

Outras experiências repugnantes tinham por meta facilitar os objetivos raciais nazistas, com uma série de experiências de esterilização, realizadas principalmente em Auschwitz e Ravensbrueck. Lá, os  "cientistas" testaram diversos métodos, com o objetivo de desenvolver um procedimento eficaz e barato de esterilização em massa de judeus, ciganos, e outros grupos considerados pelos nazistas como racial ou geneticamente indesejáveis. A radiação era o tratamento favorito para a esterilização. A exposição de pessoas à radiação destruia sua capacidade para produzir óvulos ou espermatozóides. A radiação foi administrada enganando os presos, estes eram levados para uma sala e pedia-se o preenchimento de formulários, que levava dois a três minutos. Alguns eram submetidos a seções de raio X, mais na realidade estavam sendo expostos a radiação. O tratamento de radiação era administrado sem o conhecimento dos presos, tornando-os completamente estéreis. Muitos sofreram graves queimaduras.

 

Experimentos sobre a água do mar

 

Em torno de julho de 1944 e de setembro de 1944, experimentos foram realizados no Campo de concentração de Dachau para estudar vários métodos de tornar a água do mar potável. Em certo momento, um grupo de cerca de 90 ciganos foram privados de comida e água, sendo dado de beber somente água do mar pelo Dr. Hans Eppinger, o que os deixou gravemente feridos. Eles ficaram tão desidratados que lambiam os pisos recém-lavados, numa tentativa de obter água potável.


Experimentos com venenos

 

Em torno de dezembro de 1943 e outubro de 1944, experimentos foram conduzidos em Buchenwald para investigar o efeito de diferentes venenos. Os venenos foram administrados secretamente na alimentação de indivíduos. As vítimas morreram em consequência do envenenamento ou foram sacrificadas imediatamente, a fim de permitir autópsias. Em setembro de 1944, eram disparadas balas venenosas contra os presos, que após a tortura, faleciam.


Uma vítima das experiências médicas nazistas. Foto tirada no campo de concentração de Buchenwald, Alemanha, data indeterminada.
— United States Holocaust Memorial Museum
Herta Oberhauser, que foi médica no campo de concentração de Ravenbrueck, é sentenciada no Julgamento dos Médicos em Nuremberg. Oberhauser foi considerada culpada por realizar experiências médicas nos prisioneiros dos campos e foi sentenciada a 20 anos de prisão. Nuremberg, Alemanha, 20 de agosto de 1947.
— National Archives and Records Administration, College Park, Md.
A sobrevivente do campo de concentração Jadwiga Dzido mostra a perna com cicatrizes para a Corte de Nuremberg enquanto um médico explica a natureza dos procedimentos infligidos nela no campo de concentração de Ravensbrück em 22 de novembro de 1942. As experiências médicas, incluindo injeções de bactérias altamente potentes, foram realizadas pelos réus Herta Oberheuser e Fritz Ernst Fischer. 20 de dezembro de 1946.
— National Archives and Records Administration, College Park, Md.
Foto da perna desfigurada de uma sobrevivente de Ravensbrueck usada para a investigação dos crimes de guerra. Helena Hegier (Rafalska) foi sujeita a experiências médicas em 1942. Esta fotografia foi requisitada como evidência para a acusação no Julgamento dos Médicos em Nuremberg. As cicatrizes da desfiguração são resultado das incisões feitas por equipes médicas e que eram propositalmente infectadas com bactérias, sujeira e cacos de vidro.
— DIZ Muenchen GMBH, Sueddeutscher Verlag Bilderdienst

Eduard, Elisabeth, e Alexander Hornemann. Os meninos, vítimas de experiências médicas com tuberculose no campo de concentração de Neuengamme, foram assassinados pouco tempo antes da liberação. Elisabeth morreu de tifo em Auschwitz. Holanda, pré-guerra.
— Guenther Schwarberg
Jacqueline Morgenstern, 7 anos de idade, mais tarde uma vítima de experiências médicas com tuberculose no campo de concentração de Neuengamme. Ela foi assassinada pouco antes da libertação do campo. Paris, França, 1940.
— Guenther Schwarberg
Cigano vítima das experiências médicas nazistas para transformar água marinha em água potável. Campo de concentração de Dachau, Alemanha, 1944.
— National Archives and Records Administration, College Park, Md

54 comentários:

  1. bem sinistras estas experiências heim!!!

    Muito bom o blog parabens !!!

    ResponderEliminar
  2. Fiquei muito mal depois que li isso. Mas o que valeu foram os minusculos detalhes. Uma guerra que deixou graves consequencias.

    ResponderEliminar
  3. eu odeio os nazistas eles fizeram isso com pessoas que nao tiveram culpa de nascer judeu, cigano e etc.
    espero que esses malditos medicos, soldados e tantos outros que ajudaram os nazistas queimem no INFERNO pelo resto da existência.

    ResponderEliminar
  4. Aham (B. Hte):

    Malditas sejam as pessoas capazes de tamanha crueldade.
    Infelizmente e com muita razão,Brecht vaticinou: "a bêsta está morta, mas a cadela que a pariu está no cio novamente"...
    Haverá esperança para a humanidade?

    ResponderEliminar
  5. Se pensar bem os Nazistas estavam procurando soluções para alguns problemas como doenças, só que de um jeito brutal.

    ResponderEliminar
  6. Apesar da crueldade, todos esses testes foram fundamentais pra Ciência afim de buscar curas e tratamentos para as doenças que existem ate hoje...Mas ainda assim é horrível imaginar o sofrimento dessas pessoas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então dê sua família como cobaia para a ciência.. ;-)

      Eliminar
    2. Eu tmb acho que esse idiota deveria se oferecer p/ essas horriveis experiências, ja q/ ele acha q/ foram boas...é um retardado...nada justifica tamanho sacrificio...imagine o quanto estas pessoas sofreram até a morte.

      Eliminar
  7. Se ao menos isso, mas eu pesquisei na internet, e vi que nenhuma das experiências serviram para a ciência, infelizmente todas aquelas pessoas morreram em vão. Esqueci de mencionar isso no post ;)

    ResponderEliminar
  8. Fiquei mals depois qe li issoo.. Sou humana.

    ResponderEliminar
  9. I printed a lot of your blog out thanks my friend
    Vimax

    ResponderEliminar
  10. inventam muitas coisas...

    ResponderEliminar
  11. Eu odeio Nazistas!!!!
    e comunistas!!!
    e socialistas!!!
    e todos os istas!!!!

    ResponderEliminar
  12. Um filantropo judeu britânico disse uma vez. "Se não tivermos a imprensa do mundo inteiro em nossas mãos,tudo que fizermos será infrutífero.Somente controlando a imprensa universal é que conseguiremos iludir e escravizar povos". NEM TUDO É O QUE PARECE! SE VOCÊ CONTROLA OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, OU TEM INFLUÊNCIA SOBRE ELES,VOCÊ CONTROLA A OPINIÃO PÚBLICA!!!!

    ResponderEliminar
  13. Eles "os judeus" em toda história de sua imigração,nunca respeitaram as leis comerciais nem tampouco a religião dos respectivos países para onde imigraram.Quando nesses países se instalam em grande quantidade,criam estados independentes.Quando as autoridades desses países tentam coibir tal criação, "eles" provocam a ruína desse países...

    ResponderEliminar
  14. Os NAZISTAS cometeram crimes durante a guerra.Mas não foram nem maiores nem menores dos que os Estados Unidos e outras tantas nações nos conflitos em que se envolveram.

    ResponderEliminar
  15. Um desse anônimos que comenta por aqui não passa de um canalha que acha que o holocausto é uma invenção dos judeus e coloca os nazistas e suas atrocidades no mesmo nível dos EUA. Não vale o esforço de um debate.

    ResponderEliminar
  16. O ser humano é o mais perigoso, perveso e cruel de todos os seres criados por Deus. Eu fico imaginando o quanto essas pessoas sofreram nas mãos desses demônios em forma humana. Acho que Jesus perduou essas pobres almas, pois todos sofreram as piores maldedes possíveis que uma pessoa pode suportar. Esses maltidos crniceiros devem tá pagando tudo de mau que fizeram no fogo e profundezas do inferno de onde deviam nunca terem saído, pois gente desse tipo e gerado por satanás.

    ResponderEliminar
  17. Essas pessoas que defendem os nazistas, são da mesma alcatéia que eles. Se podessem faziam o mesmo com qualquer pessoa, ser humano é ser humano independentemente de religião, cor ou classe social e quem não enxerga isso é comandado pelo demônio e com certeza queimará também no fogo do inferno...por que Deus tarda e nunca falha e acima dele só ele mesmo.

    ResponderEliminar
  18. Na verdade ele não queria fazer experiências nenhuma, era só um método de diversão perversa,uma maneira de oprimir e barbarizar as pessoas consideradas por eles inferiores.
    A única coisa que pude analisar nesse texto foi a mente sádica de um demônio, que brincava com os seres humanos como se eles fossem meros bonequinhos!
    O pior e saber que tudo isso um dia acontecerá outra vez e esta mais perto do que possamos imaginar.

    Parabenizo-lhe pela escolha do texto!!

    ResponderEliminar
  19. k horrivel ,sera k essas pessoas n tinham coraçao ??

    ResponderEliminar
  20. me pregunto..... abra balido la pena siquiera a semejante maldad, abra inventado algo de relevancia, algo que hubiese servido siquiera para salvar vidas,..............ay algo que este cretino aya inventado,en favor a la paz,... creo que solo armas quimicas y de destruccion masiva, los civiles:tristes......................militares:"que pena" felizes

    ResponderEliminar
  21. Olá para todos e principalmente para o Blog. Daqui a poucos anos me formarei em Medicina e fiquei surpresa pelo conteúdo e pelas bem dizer "matérias'' ou "temas'' que são desenvolvidos aqui.
    Muito bom, bem dissertado e com vasta informação. Temas atuais e históricos com informações caprichadas!! Parabéns!!

    ResponderEliminar
  22. eu fiquei sabendo que alem de radiação os nazistas injetavam chumbo liquido nos uteros das mulheres como forma de esterelização, muitas vezes causavam infecções graves e/ou mortes dolorosas de enevenamento por chumbo

    ResponderEliminar
  23. Nossa! É repugnante o que a mente humana é capaz de fazer!

    ResponderEliminar
  24. credo esses medicos não deveriam ser so presos deveriam ter feito o mesmo com ele o que eles fizeram com pessoas inocentes eles iriam ver como o proximo tambem sente dor deveriam ter ido ficado em campos de concentração pra ver como era a realidade :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha entendo sua revolta . Mas nem um mal se paga cm o mal, ao contrário devemos desejar p essas pessoas muito amor e paz , pq so quando td mundo pensar assim a maldade da humanidade acabara. Eu acredito na eternidade do espirito e acredito tbm q passamos por varias experiência de vida aqui n terra , cm o unico objetivo , aprender a amar e respeita td o mundo. E sendo assim o bem maior triunfara.

      Eliminar
  25. Não dá para acreditar que tudo isso não aconteceu. Se fosse nos dias de hoje, com os recursos tecnológicos, até daria para adulterar imagens, mas as fotos tiradas dos judeus durante a gerra, são reais! É besta em todos os sentidos, os bestas do passado e do presente do nazismo. Eles não vão queimar no fogo do inferno, vão sofrer aqui na Terra mesmo, é o que eu acredito.

    ResponderEliminar
  26. Os nazistas eram pessoas boas precisam entender isso,fizeram isso em nome da ciência nazista pessoal por favor não fale mal beleza? fui.

    ResponderEliminar
  27. Para Fael... Você os consideram pessoas boas porque não fizeram o mesmo com a sua mãe!!!

    ResponderEliminar
  28. Eram pessoas boas?Acho que você dormia nas aulas de história filho!Deprimente,principalmente quando pensamos que todo esse horror aconteceu por não suportar as diferenças alheias.E isso acontece até hj só que substituíram os judeus por animais e cientistas NAZISTAS por,Cientistas.Excelente post :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se isso nao acontessese nao esistiria a onu!!!

      Eliminar
  29. Como alguém pode submeter outro alguém à experiências médicas e outras, sem seu consentimento, enganando as pessoas e sabendo que estas, estariam em sofrimento cruel?
    Lamentável saber que ainda hoje, há "pessoas" que defendem tais atitudes!
    Será que estas "pessoas" se candidatariam à tais situações voluntariamente? Sem anestesia, amputar seus membros, injetar bactérias, etc.? Taí uma boa pergunta, e se não fosse voluntariamente? Dá p cair na real?

    ResponderEliminar
  30. Ótimo texto! É importante pararmos para refletir sobre as atrocidades que foram precursoras da Declaração Universal dos Direitos Humanos, documento este que influenciou o mundo contemporâneo, em especial a pesquisa com seres humanos.

    Gostaria de saber qual foi a referência utilizada. Alguem pode me indicar algum artigo ou livro sobre a história citada?

    bioeticista_professor@yahoo.com.br

    Obrigado

    ResponderEliminar
  31. Bom senhores, o assunto é polêmico, e numa coisa eu concordo, o ser humano é desprezível. Falamos dos nazistas e quanto a religião, policiais, terroristas, revolucionários e tantos outros? O que dizer de nossos tão atuais dias onde mulheres são mantidas em cárceres pelos próprios maridos? Crianças recebem torturas diárias pelos ditos protetores que muitas vxs são os próprios pais?
    Não se iludam, a uma besta em todos nós...se fosse preciso torturar um sequestrador pra obter a localização de um filho ou alguém que amamos o que cada um de nós faria? Fica a pergunta no ar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao há como comparar esses tipos de barbárie com violência de dias atuais.Violência existe des do inicio da humanidade, minha senhora.
      A mulher eram tratadas como escravas submetida a mais diversos tipos de tortura e violação.O que o nazismo fez em um intervalo de tempo relativamente pequeno não se compara, as crueldades são Desumanas.me recuso a acreditar q os autores desses atos eram pessoas normais.Eu classifico como DEMÔNIOS disfarçados de homens!

      Eliminar
  32. maldita raça...era para termos nascido perfeitos mesmo...sangue ruim...q pena que os nazistas não conseguiram...

    ResponderEliminar
  33. É impressionante como alguém pode aceitar isso, achar normal, em nome da ciência. Eles quiseram humilhar os judeus, inferiorizá-los.
    O palhaço anônimo que está fazendo graça em defender tem o coração tão ruim quanto o desses monstros supracitados.
    Espero que Deus tenha sido justo em relação aos pobres judeus e aos vermes imundos que se achavam superiores, sendo que, em matéria de caráter, até um lixo é superior a eles.

    ResponderEliminar
  34. Sempre mostram esses judeus para esconder os crimes bestiais de Israel Racista que mata oa palestinos!

    ResponderEliminar
  35. Seja nesta vida ou em outra,seja como entenderem,essas pessoas ,iram pagar pelo que fizeram,algumas já estão pagando..sem duvida.

    ResponderEliminar
  36. O texto e de excelente qualidade, mais sempre tem umas pessoas q acham uma grandesa e imprecionante o poder de comando do demónio Adolf Hitler. E nem por isso tem direito de colocar o nome da ciências de uma maneira tão inaceitável, dizer q essas loucuras todas foi tudo em "nome da ciêcias", que pessoa covarde de dizer isso. Não sei se essa pessoa de pouco conhecimento leu toda a historia, mesmo se os monstros de Hitler (os médicos) tivesem conseguido algum êxito com aquelas repuguenantes experiências eles teriam aplicados em seu exército. De qualquer forma não teria benefícios pra ninguém e sim pra monstros demóniacos!!!!!

    ResponderEliminar
  37. At present, Welspun Energy has about 30 pv cell operation MW installed solar project
    and expects to add another 80 MW capacity by the end of the quarter or
    $0. But I think you are going to reconsider the Pv Cell Operation approvals process.
    S ethanol Looking at the solar industry is maturing.
    We continue to evaluate similar opportunities in other markets as we believe the recovery period for these
    investments is likely to increase, with every passing day.
    29 loss So over time, however, the company said.

    Here is my web page: A Cool Way To Improve

    ResponderEliminar
  38. What exactly is Cellulite On Chin? It can be utilized to the stomach,
    thighs and leg, along with other special event?

    It will also help in reducing the dimpling and curdling of the skin.


    Also visit my web site :: cellulitis bacteria

    ResponderEliminar
  39. admirável o quanto um ser que se diz humano é capaz de ser predador de outro ser humano, ainda quando pego diz eu sou inocente. não tinha ideia que existe pessoa assim com essa coragem, sem mais comentários causam vergonha de ser gente

    ResponderEliminar
  40. E pensar q td isso ainda acontece, q esses métodos ainda são largamente utilizados em todos os laboratórios espalhados pelo mundo afora em nome da nossa ciência....apenas trocaram as vitimas de humanos para ratos, macacos, coelhos, gatos e outros, q sentem os mesmos sofrimentos, dores, desespero q qualquer um de nós. E nesse caso, poucos são os q saem em defesa desses seres vivos subjugados pela raca humana!

    ResponderEliminar
  41. Um Judeu vitima desse holocausto escreveu antes de morrer: Se existe um Deus ele vai ter que implorar o meu perdão...

    ResponderEliminar
  42. Flavia Vick

    Muitas vacinas e remédios devem ser testados em animais primeiro pois podem causar efeitos colaterais. Caso sejam testados em humanos, são vidas humanos que podem ser perdidas! Caso você ache que a vida de um animal tem o mesmo valor que de uma vida humana respeito sua opinião. Mas eu se tivesse que escolher entre a vida de uma pessoa e um animal, escolheria com certeza a vida de um ser humano!

    ResponderEliminar
  43. Os Nazistas na minha opinião eram pessoas doentes,que só pensavam em si mesmo, as experiencias não serviam para nada alem de benefício próprio, eles não estavam atrás da cura de doenças eles estavam em busca de meios de fazer com que os soldados deles podessem obter mais resistencia e formas de sobreviver e assim passariam mais tempo na guerra, independente de serem judeus,ciganos, etc, ninguém merece e nem merecia passar por isso, nem um animal merece passar por isso muito menos um ser humano.

    ResponderEliminar
  44. O mais preocupante é que estas pessoas pertenciam a uma sociedade evoluída num país mais desenvolvido da Europa, como era a alemanha na primeira metade do século 20. Educação, dinheiro e até religiosidade não impediram que seres humanos se comportassem como animais bestiais! Faltou a CONSCIENCIA, algo indispensável ao ser humano e que Jesus traduzir em palavras bem simples: "Não façais aos outros, aquilo que não quereis para vós."

    ResponderEliminar
  45. qual a causa disso qual causa deles fazer isso com as pessoa porque ... deo nde ven cade o sentimento deles acho que ten uma part dessa historia que ainda não foi revelada ... :( que historia ruim desculpa eu cer um anonimo .. mais eu não sou eu sou uma pessoa um cer humano ..

    ResponderEliminar
  46. Meu avô, quando trabalhava em santos, disse a mim, que viu o corpo do "carrasco" morto. Lembrando que também, Santos era um lugar onde (na época) passavam muitos nazistas.

    ResponderEliminar
  47. Fiquei muito triste ao ler uma realidade tao creuel como aquela. Muito mais triste quando vejo ainda hoje, judeus, vitimas daquele regime, a repetirem o que foram sujeitos naquela epoca, tendo como vitimas, desta feita, criancas palestianas. Valeu o protesto de vitimas do regime Nazi, que nao querem a reedicao do chamado holocausto em terras santas onde foram nascidos proeminentes mensageiros de Deus.

    ResponderEliminar

O comentário de vocês é muito importante para o blog, mas por favor evitem escrever muitas palavras abreviadas e cheias de erro, de forma a tornar o texto praticamente ilegível, caso contrário, os comentários serão eliminados. E o façam de preferência de forma não anônima. Obrigado pela compreensão e opinião de vocês. Voltem (e comentem) sempre!